20 de fevereiro de 2009

AIDS

Cresce incidência de casos entre idosos

Entre 1985 e junho de 2008 foram registrados, em Cuiabá, 2.630 casos de AIDS. Por Viviane Petroli para o Jornal Circuito Mato Grosso

Conforme dados do Data SUS, do Ministério da Saúde, consolidados em junho de 2008 - entre 1985, quando surgiu o primeiro caso e junho de 2008 - foram registrados 2.630 casos de AIDS em Cuiabá.

Somente de janeiro a junho de 2008 foram registrados na rede pública de Cuiabá 13 novos casos de pessoas infectadas pelo vírus do HIV.

Durante esses anos, o sexo masculino lidera em notificações de casos, mas o que se pode perceber, de acordo com o Data SUS, é que a diferença de casos de AIDS entre homens e mulheres é cada vez menor. Em 23 anos foram registrados 1.682 casos em homens e 946 casos em mulheres.

Em relação à diferença entre as faixas etárias, independente do sexo, os números não são diferentes. De 1985 a junho de 2008 foram registrados, na faixa etária de 20-29 anos, 764 casos e de 30-39 anos, 937 casos de AIDS em Cuiabá. Entre 40-49 anos foram registrados 524 casos, 50-59 anos 178 casos, 60-69 anos 48 casos, 70-79 anos 17 casos e 80 anos ou mais foram registrados três casos de AIDS na capital mato-grossense.

Segundo a gerente do Serviço de Atendimento Especializado (SAE), localizado no Bairro Grande Terceiro, Márcia Quatti, a AIDS leva cerca de 10 anos para se manifestar e, em idosos, o tempo de manifestação é mais rápido, devido à resistência do corpo ser menor. “Estes casos que vemos de pessoas com 80 anos ou mais com AIDS é recente e o fato de estar se manifestando agora é porque a pessoa contraiu o vírus há menos de 10 anos. É visível o crescimento da doença entre os idosos, assim como em adolescentes, pois já atendemos adolescentes com 15 anos que possuem o vírus. Alguns já nascem com HIV e outros acabam contraindo”, diz Márcia.

Hoje, somente no SAE, no Bairro Grande Terceiro, estão cadastradas 1.140 portadores do vírus do HIV e por mês, nos últimos meses, cerca de 19 novos casos chegam ao local. “Em 16 de janeiro de 2008 tínhamos 910 casos registrados aqui, sendo atendidos e agora dia 26 de janeiro realizamos um novo balanço e vimos que tempos 1.140 pessoas sendo atendidas”, comenta Márcia.

Márcia ainda comenta que o número de pessoas cadastradas no SAE poderia ser maior, não fosse o fato de algumas pessoas preferirem procurar a rede particular para realizar a comprovação de possuir a doença. “Como na rede particular não há os medicamentos e sim na pública, essas pessoas nos procuram pra pegar os medicamentos, mas para consultas não nos procuram”, diz.

Encaminhamentos
Segundo Márcia, é muito raro ver uma pessoa chegar no SAE por livre e espontânea vontade, em busca de exames para saber se é portadora do vírus da AIDS ou não. Ela diz que a maioria das pessoas que lá estão é porque foram encaminhadas por policlínicas e locais que atendem a rede SUS, tanto de Cuiabá quanto de outros municípios.

“Quando a pessoa chega no SAE, ela passa pelos nossos técnicos que são enfermeiros, psicólogos, nutricionistas, pediatras entre outros, que solicitam os exames para que, no momento em que for passar pelos nossos médicos, a consulta já está marcada e os exames estão em suas mãos para assim, já começar de imediato o tratamento, conforme os resultados. Além dos exames laboratoriais normais fazemos também os exames CD4 e o exame de carga viral para saber a quantidade de vírus que circula no organismo da pessoa”, explica Márcia.

Márcia conta ainda que o SAE, além dos exames médicos e consultas, oferece à população, todo o medicamento necessário, bem como tratamento odontológico e leite em pó para crianças de 0 a 4 anos. Segundo Soraia Maciel, coordenadora de Educação em Saúde da Secretaria Municipal de Saúde de Cuiabá (SMS), a mãe soro positivo não pode amamentar, pois mesmo que no parto não tenha transmitido o vírus do HIV, durante a amamentação pode. “O SAE tem esse programa de doação de leite em pó, onde estão cadastradas 48 crianças. Além desta distribuição de leite em pó, há também um trabalho nutricional com estas crianças e também com os adultos”, comenta Soraia.

Quando o assunto é a transferência do paciente para outro município ou outro local de atendimento, ou até mesmo quando o paciente vem do interior em busca de diagnóstico, o SAE encaminha para o médico que passará a atender o portador, todos os dados e o tratamento que a pessoa vem realizando.

Educação e campanhas
“Bloco da Mulher Madura” este é o tema da campanha do Carnaval 2009 do Ministério da Saúde. A campanha tem este tema, pois quer atingir a população feminina com mais de 50 anos, em respostas à tendência do crescimento da doença entre mulheres. A escolha da campanha ser voltada para esta faixa etária, se deve ao fato também, de que a mulher nesta idade possui pouco poder de decisão no relacionamento.

“A mulher deve entrar em negociação com o parceiro. Ela deve exigir a proteção. Em 1985 a probabilidade era de 14 homens infectados e uma mulher. Hoje essa probabilidade está dois homens infectados e uma mulher infectada”, conta Soraia.

Na oportunidade da campanha do Carnaval 2009 e também das festividades, a Secretaria Municipal de Saúde de Cuiabá estará aproveitando para intensificar as atividades de educação nas ruas, escolas e centro de convivências. “Faremos distribuição de preservativos nas escolas, onde ocorrerão os bailes de carnaval, nas ruas tanto para prevenir quanto para educar. Em Cuiabá possuímos três centros de convivência para idosos acima dos 50 anos e vamos aproveitar que eles terão seus bailes para estar realizando palestras”, completa Soraia.

Conforme Márcia, gerente do SAE, hoje em dia se fala muito em AIDS, mas as pessoas continuam ainda não tendo consciência do que ela causa. “As pessoas pensam que aquelas pessoas feias, magras e que se encontram em estado acabado é que possuem AIDS, mas não é verdade. Nós atendemos mulheres e homens aqui que são bonitos e com aparência de saudável que possuem AIDS e ninguém acredita”, comenta Márcia.

Um comentário:

Joy disse...

Oláaaa
Adorei seu blog...de td um pouco..como o meu.
Vou te add me add tbm

bjocass